ESQUERDA, VOLVER!

           98% dos seres humanos são destros. Esse é o motivo principal para que nosso mudo seja construído para uma maioria acachapante. Esses 2% canhotos já sofreram enormes preconceitos, chegando ao ponto de “canhoto” em latim significar “sinistro”. Compreensivelmente, as indústrias, o comércio, os serviços são voltados para todos aqueles que usam os membros direitos para suas atividades, e os canhotos têm que se “endireitar” para executar suas tarefas: é muito angustiante ver um canhoto abrir uma lata de sardinhas, ou enfiar o tíquete na roleta do metrô.

           O cérebro está divido em dois hemisférios, separados por uma grande depressão, e se comunicam apenas na parte inferior da caixa craniana. O hemisfério direito controla o lado esquerdo do corpo, e vice-versa, num sistema de X. O hipocampo cerebral está localizado na frente da caixa craniana, próximo à testa. Ele é responsável pela codificação dos aprendizados novos, e nele nascem neurônios o tempo todo: a um estímulo inédito recebido, esse neurônios fazem a sua rede, assimilam o novo conceito e enviam para o córtex cerebral, para serem armazenados e ficarem prontos para o uso.

           Cérebros autistas encontram alguns obstáculos para levar esses conhecimentos recém- assimilados para as áreas correspondentes, e então fazem caminhos diferentes da média. Usam, naturalmente, os caminhos menos difíceis, mesmo que sejam mais longos, e esses caminhos mais facilitados estão sempre no hemisfério esquerdo do cérebro.

                      Vejamos porque:

           Tente convencer seu(sua) companheiro(a) a voltar aos tempos bons de noivado, e colocar a aliança na a mão direita. Não cabe, não é? Sempre que for comprar sapatos, experimente o pé direito, ele é sempre maior que o esquerdo. Os músculos mais usados se fortalecem e ficam mais robustos, maiores. A perna e a mão direita são comandadas pelo hemisfério esquerdo, e toda vez que os usamos estamos criando redes neuronais nesse hemisfério. Daí, o lado esquerdo do cérebro possui naturalmente mais conexões, e um caminho menos árduo para as comunicações. Autistas se aproveitam disso.

           Vamos sistematizar as funções dos dois hemisférios:

           1 – esquerdo: os neurotransmissores dominantes são a dopamina e a acetilcolina, que proporcionam o controle motor fino manual e da fala; é responsável pela sintaxe e semântica do idioma; permite a compreensão do significado literal das palavras; favorece a praticidade nas atividades e nas conclusões; reduz algo complexo em partes mais simples; permite a interpretação linear e sequencial dos acontecimentos; procura por detalhes; classifica e ordena os estímulos; faz interpretação e justificação dos acontecimentos; realiza observação focada, dirigida dos acontecimentos; segue um padrão lógico; é objetivo; estima o tempo cronologicamente, hora a hora, dia a dia; encara os fatos como verdadeiro ou falso, branco ou preto; retém a memória recente; tem espírito crítico e “vocação pessimista”.

           2 – direito: o neurotransmissor dominante é a norepinefrina, que estimula a percepção de novos estímulos visuo-espaciais; avalia o contexto, entonação, ritmo da fala (prosódia); capta o simbolismo, a metáfora do texto e fala; percebe o humor e a estética do acontecimento; percebe o todo e o padrão do acontecimento; permite uma visão holística da situação; possibilita a criatividade, imaginação; oferece a percepção de profundidade, reconhecimento do rosto e do estado emocional; oferece a sensação de antipatia, mesmo imotivada, sem ter certeza da razão; avalia o acontecimento de forma global, sem se deter em detalhes; segue a intuição; estabelece padrões sem seguir um processo etapa por etapa; é subjetivo; vê o tempo como um todo – um projeto, uma carreira; pensa positivamente, sem se preocupar com ideias preconcebidas; pergunta-se “por que não?” – e quebra as regras.

           Leia as instruções acima e reconheça seu autista

           Nas assessorias que dou a escolas e pais, instruo para que favoreçam o uso esquerdo do corpo da criança: a carteira onde se senta, na sala de aula, deve reprimir o lado direito; os objetos devem ser entregues na mão esquerda, mesmo que ele os passe depois para a direita; a bola deve ser rolada para o pé esquerdo; andar com ele de mãos dadas segurando na sua mão direita, para deixar a esquerda livre; um monte de etcs... O motivo é claro: favorecer sinapses neuronais no hemisfério direito para que eles possam usá-lo também nos caminhos mais longos que o seu aprendizado tem que seguir.

Você tem algo a perder tentando?

 


Manuel Vázquez Gil